sábado, 19 de abril de 2008

Pertinência













Cada dia que passa eu me sinto mais ausente
Como se o meu lugar fosse diferente,
Como se eu não fosse mesmo daqui.

Cada dia o hiato é mais profundo,
mais extenso, mais fecundo,
sou eu mesma em questionamentos vazios.
Cada dia é mais desconfortavel o silêncio
a diferença de tudo o que penso,
os meus passos não ritmados ficando sempre pra trás.
Cada dia eu me sinto mais sozinha,
Mais opaca, mais sombria
Cada dia eu me perco e acho
que não me encontro nunca mais.

3 comentários:

. nina . disse...

.

e essa solidão existe interiormente.
vai existir sempre.
não seríamos quem somos sem ELA, a solidão.

.

Felipe / Gabriela disse...

às vezes,
eu não me sinto humano

sei lá
às vezes tudo parece tão diferente
... como se o mundo não fosse
minha casa...

a vida tem dessas coisas mesmo!

bjs
do
Felipe Godoy

rafa(eu) disse...

Zorra... q massa!