terça-feira, 1 de março de 2011

Recomeçar




Cada lágrima traz em si
A dor de uma tentativa
Uma fuga, uma expectativa
Um ínfimo ar de esperança

Cada trago amargo
de desencontro e desencanto
deixa pesares por todos os cantos
É choro aprisionado de uma criança

Cada esforço em permanecer
É a certeza de um amor
que cambaleia ao vento
que luta com a dor, com a limitação
com o áspero espinho do sentimento

Cada reescrita do seu nome
em minhas veias
reitera a presença do afeto
que colore meus dias, ilumina minhas noites
e põe leveza em meu ar.

Cada vez que me perco em teus olhos
Tenho certeza,
Quando o amor impera
Sempre vale a pena
Recomeçar

2 comentários:

Carla disse...

Nunca é tarde para recomeçar...nunca á tarde para rever as atitudes, os erros...enquanto houver amor lute, acredite, continue!
bjos

Marcélia Macidália disse...

Apesar de nunca ser tarde para recomeçar, recomeços são sempre difíceis e dolorosos e a cada novo recomeço a dificuldade aumenta.
Belo texto e obrigada pela visita no Boatos e Afins.

Boa sorte na promo

beijos