domingo, 17 de janeiro de 2010

café.com.você

Para Andressa Ferraz


Gosto de escrever. Gosto das palavras, das letras redondinhas caindo na folha de papel. Palavras muitas, me decifram, por vezes eu tento decifrá-las. Brinco com elas, gosto de dizê-las em voz alta. Escutá-las. De todas fica difícil escolher uma. Gosto desta pelo sabor que confere à minha vida e pela sua raridade nos dias em que vivemos: Compartilhar. É uma coisa difícil, não é? Compartilhar é mais que dividir. É dividir e ao mesmo tempo ainda ter o que você deu ao outro. E ter de uma forma mais completa. É como ter duas vezes. Um maravilhoso oxímoro. Compartilhar é o que faço quando, em raríssimos momentos, tenho a oportunidade de estar com você. O nosso encontro é ímpar porque promove em nós muito mais que a capacidade de estar ao lado, de falar, de se expressar, de sentir coisas boas. Promove em nós a certeza de se saber que não se está só. É um encontro de almas. Tudo tem um sentido pleno que nos aproxima. E a sensação é de leveza, de encantamento, de descoberta. Redescobrimos-nos a cada vez que nos vemos. Descobrimos-nos nas páginas lidas do livro, na música, nas confidências, nas lágrimas e nos sorrisos. Descobrimo-nos no sabor do cachorro-quente, do bolo, do pão quentinho. E as tristezas se tornam menores, dissipam-se pela janela e perdem-se junto à brisa de amizade e ao delicioso cheiro de café que inunda a casa e as almas.

2 comentários:

Manoeli Morais disse...

É bom ver que depois de uma pausa entre a caneta e o papel, você voltou de forma carinhosa e gostosa de se ler!

. andressaferraz . disse...

.

Minha Amiga, ano após ano nossos reencontros são sempre com aromas, sabores e sentimentos. Sentimentos vivos nas palavras, desabafos, sorrisos e lembranças. E a cada reencontro a certeza de mais um elo nessa corrente de certezas e asas. Nossa amizade é assim, fortaleza e liberdade. Amo você!

.